Depoimento do Doutor Omelete – HUA

Confiram o lindo depoimento do nosso querido amigo e voluntário João Paulo Volpi, o ilustre Doutor Omelete. ❤️🤡😇

“Faz-se presente na lista de “coisas que só vivendo pra entender”, muitas vezes é assim com a vida, quando a mesma nos impõe uma nova e difícil situação, em que não
sabemos nem como agir ou reparar. Muitas dessas situações são irremediáveis, e tudo que nos resta fazer é seguir em frente tentando amenizar a dor. Como é o caso de
uma doença por exemplo.
A associação Anjos da Alegria, meu hospital de atuação pra ser mais especifico teve grande ajuda em uma dessas situações que eu tive de
passar, e que depois eu vejo que a dor também pode ser sentida em grupo, e que assim é melhor.
Tive que lidar com uma situação duplamente difícil há uns anos atrás, um problema grave de saúde que acamou minha avó paterna e que a fez “morar” no hospital durante muito tempo, tempo esse em que além de realizar as habituais visitas do trabalho voluntário, eu fazia a visita à ela também, pois coincidentemente era o mesmo hospital em que eu realizava minha atuação.
Não dá pra explicar o sentimento e a enorme dificuldade de se deparar com essa situação por mais de um ano, por presenciar alguém tão querido numa situação tão difícil por tanto tempo, ver no leito da cama alguém que inúmeras vezes me presenteava com seu colo e seu carinho, e que agora a única coisa que eu recebia era seu olhar, muitas vezes assustado ou cansado.
Tampouco não da pra comparar com nenhuma situação em que eu tenha vivido em meus anos de trabalho voluntário, era o único momento da minha atuação em que meu palhaço
perdia a graça, e que nenhuma piada ou escultura de bexiga poderia trazer de volta naquele momento.
Foi escoltado de verdadeiros Anjos da Alegria que eu conseguia
passar por isso toda semana, era acompanhado de meus parceiros de visita, de palhaçada e risadas que eu lidava com a mistura de tantos sentimentos diferentes, e que
muitas vezes não precisam sequer dizer uma palavra, mas só de estarem do meu lado, no ultimo quarto e na ultima visita do dia, me dava força necessária pra viver
aquilo. E eu vivi, o tempo que Deus achou necessário, nós vivemos.
O nariz vermelho pra nós sempre representou uma coisa tão linda, mas tinha ainda mais beleza ver que meus companheiros entendiam a dor e a necessidade que o Dr. Omelete tinha de tira-lo naquele momento. Mas era tirando ele, que os outros anjos colocavam em mim o seu apoio.
Eu parabenizo você, por conhecer pessoas tão incríveis nesse trabalho, e digo pra deixar as mesmas fazerem parte da sua vida, porque assim fica tudo mais fácil e bonito. Erra quem pensa que pode enfrentar tudo sozinho. E mesmo que puder, erra quem não divide o peso do mundo com quem está disposto a ajudar.”

Você é voluntário ou já recebeu visitas dos Anjos da Alegria?
Deixe seu depoimento também. ❤️

Mais informações sobre o nosso trabalho, acesse:
www.anjosdaalegria.org.br
www.facebook.com/anjosdaalegria